Publicado em: 24/02/2022
Após 21 meses sem corte, SAAE retoma interrupção do fornecimento de água para ligações em débitos

Depois de 21 meses sem cortes nas ligações de água em atraso, o SAAE vai interromper o fornecimento de água em imóveis com mais de 30 dias em atraso no pagamento. A medida já vem sendo comunicada aos titulares das ligações em débitos e vai valer a partir do dia 1º de março deste ano.

Entre as mais de 18 mil ligações ativas atendidas pela autarquia, mais de cinco mil encontram-se sujeitas a interrupção do fornecimento de água. De acordo com o diretor administrativo e financeiro da autarquia, Matheus Piantino, a necessária suspensão do corte em 2020 e que atualmente está em vigor, houve um crescimento da inadimplência da autarquia.

“A inadimplência chegou ao triplo do que estava antes da suspensão do corte. Levando em conta débitos existentes desde 2020 ultrapassam o valor de um mês de arrecadação do SAAE. Esses débitos comprometem investimentos no próprio sistema de água, esgoto, drenagem urbana e nos Serviços Urbanos, que são a coleta e transbordo do lixo, poda, varrição e a capina da cidade”, explicou o diretor.  

Já o diretor-presidente e engenheiro do SAAE, Hemerson Jader Cunha, explica que deixar de investir em saneamento causa um atraso para todo o sistema.

“Quando não fazemos investimentos, isso causa um déficit em todo o sistema. O crescimento da cidade obriga que o sistema de saneamento faça investimentos para que toda população tenha acesso adequado ao fornecimento de água, coleta de esgoto e drenagem pluvial para evitar transtornos com as chuvas e o consequente alagamento”, disse Hemerson.

“Tudo isso demanda obras estruturante semelhante a que estamos fazendo com a estação elevatória e adutora de distribuição do Jardim das Acácias, que vai ampliar em um milhão de litros a capacidade de armazenamento de água no sistema municipal de abastecimento. Somente nessas obras estão sendo investidos cerca de R$ 4 milhões com recursos próprios da autarquia. Ainda precisamos fazer muitos investimentos no sistema, principalmente, para garantir o abastecimento da cidade”, complementou o presidente.

Parcelamento de contas do SAAE

Ciente dos impactos econômicos trazidos pela pandemia, o Governo Municipal enviou um projeto de lei para a Câmara Municipal que autorizou aos titulares de contas de água do SAAE financiarem seus débitos sem multa e juros, incidindo apenas a correção monetária na taxa de lixo, que é um imposto municipal. O prazo para adesão, encerrado em novembro do ano passado, foi de 120 dias.